Acervo e Estrutura

O Coleção Mateus Rosas Ribeiro detém hoje uma coleção de 35 perfis preservados dos principais solos do Estado de Pernambuco, com sua respectiva caracterização morfológica, física, química e mineralógica e um estoque de amostras deformadas e indeformadas que podem ser utilizadas para estudos diversos. Do acervo, consta ainda uma coleção de amostras de estrutura e de outras características especiais dos solos, como fragipã, caráter dúrico, plintita, horizonte litoplíntico, etc., para estudo e manuseio pelos alunos, material de grande importância didática para o ensino da ciência do solo em todos os níveis de educação.

A estrutura física da Coleção compreende um salão de exposição permanente e uma sala de depósito com o estoque de amostras catalogadas dos solos de referência para o desenvolvimento de pesquisas. No salão de exposição se localizam os estandes com os macromonolitos e os respectivos painéis com a classificação dos solos, segundo o Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (Embrapa, 2006), e informações sobre a distribuição geográfica, vegetação, relevo e uso atual. Os solos foram agrupados nas três macrorregiões fisiográficas: Mata, Agreste e Sertão. No mesmo ambiente está exposto o acervo do Museu Didáticos de Minerais e Rochas. Para compor a estrutura está prevista a liberação de uma sala para o manuseio de materiais durante as visitas e aulas práticas.